Principais Problemas Com Recém-Nascidos e Como Resolvê-los

Principais Problemas Com Recém-Nascidos e Como Resolvê-los
Ellen Cristie
Ellen Cristie5, Dezembro - 20205.6 minutos de leitura

Um recém-nascido requer uma série de cuidados e atenção 24 horas por dia. O olhar atento dos pais, tranquilidade e muita disposição para lidar com o bebê diariamente. Para ajudá-la a enfrentar o dia a dia com um novo “serzinho” em casa, listamos abaixo os problemas mais comuns enfrentados pelas mães, especialmente as de primeira viagem. Vamos a eles:

Desafios da amamentação

Algo que é natural, nem sempre é tão simples assim. Pelo menos dois terços das mães se queixam que amamentar é “um pouco difícil” no início.

Os desafios vão desde saber se seu bebê está tomando a quantidade suficiente de leite materno, passando por saber se a “pega” do bebê está correta ao entrar em contato com o peito até chegar ao incômodo de ferir os seios.

É importante que você observe seu bebê mamando, especialmente nos primeiros dias de vida. Ele está chorando muito? Está agitado ao mamar? Dá um espaço de uma ou duas horas entre uma mamada e outra? Caso contrário, relate os fatos ao seu médico, talvez o problema esteja no contato da boca com o bico do peito.

Quanto ao incômodo nos seios, alguns recursos funcionam para minimizar a dor e as feridas. Toalhas geladas e cremes específicos podem ser utilizados, além de uma boa conversa com uma especialista – médica ou enfermeira, que pode auxiliar nessa hora.

Desafios do sono

Acordar várias vezes durante a noite é uma característica comum entre a maioria dos bebês. E não é sinal de uma saúde ruim. É que os recém-nascidos geralmente têm ciclos de sono e acabam acordando nos períodos em que o sono torna-se mais leve.

O ideal é estabelecer uma rotina de sono, o que contribuiria para que o bebê dormisse melhor. Tente ter horários específicos para as tarefas: amamentar, trocar fralda, ninar e colocar para dormir. Assim, as chances que ele tenha uma qualidade de sono melhor, aumentam.

Desafios da alimentação

É muito comum, até pela própria novidade, que os bebês recém-nascidos tenham refluxo. Alguns chegam até a perder peso nos meses iniciais de vida. O que os especialistas recomendam é atuar nas principais causas do refluxo.

Entre as principais causas estão: imaturidade do trato gastrointestinal superior ou quando o bebê tem dificuldade de digestão, intolerância ou alergia ao leite.

Mas é bom avisar que o refluxo em recém-nascidos não chega a ser uma situação preocupante se ocorre apenas após as mamadas ou poucas vezes durante o dia. Se acontecer várias vezes e por um longo período de tempo, recorra ao pediatra.

Outro desafio da alimentação é fazer com que ele não perca peso. Caso seja algum problema relacionado ao leite materno, ofereça o peito mesmo que o bebê não chore, toque os pezinhos do bebê ou o rosto se perceber que ele adormece enquanto você o amamenta e durma ao lado dele para motivá-lo a mamar durante a noite.

Desafio das cólicas constantes

Muitos pais ficam sem saber o que fazer quando o recém-nascido sente cólicas, muito comuns até três ou quatro meses de vida. Algumas medidas podem ser tomadas para reduzir as dores.

Esquente um pano com ferro e coloque sobre a barriga do bebê, colocando outro paninho entre a pele e o pano quente para não provocar queimaduras. Fazer movimentos circulares e flexionar as pernas em direção à barriga também ajudam a minimizar os incômodos.