8 Formas de Estimular o Bebê a Falar

8 Formas de Estimular o Bebê a Falar
Ellen Cristie
Ellen Cristie22, Janeiro - 20215.7 minutos de leitura

Não há dúvidas de que a fala do bebê seja um dos momentos mais especiais e aguardados pelos pais. Os gemidos e balbucios começam bem cedo – aos dois ou três meses de vida.

As vogais começam a ser emitidas entre quatro e seis meses, além de algumas consoantes e, aos nove meses, surgem as primeiras palavras bilabiais – mama, papa, dada, gaga.

Os tão esperados “mamãe” e “papai” chegam, na maioria das vezes, aos 12 meses de vida. Esse momento é talvez o mais marcante dessa fase.

Como ajudar o bebê a pronunciar as primeiras palavras?

Listamos abaixo estratégias que você pode traçar para que seu filho se desenvolva. Acompanhe essas oito dicas:

1. Converse com o bebê sempre que possível

Interação e foco. Conversar com o bebê durante todo o dia é uma forma de o estimular a repetir os sons, além de estreitar o vínculo com seu filho.

Geralmente, o que ocorre é que ele repetirá ou tentará imitar o que foi dito – seja na hora das tarefas do dia a dia, seja durante as brincadeiras, o que contribui para a aquisição da linguagem.

Outro benefício de conversar bastante com o bebê é o reconhecimento cada vez maior das vozes do pai e da mãe. Além disso, ouvir as vozes durante o dia pode fazer com que ele fique mais tranquilo e tenha uma noite de sono de qualidade.

2. Ao falar, mostre sua boca

Para a aquisição de linguagem, o contato visual é fundamental, já que estimula a afetividade e é um incentivo para que o bebê se espelhe na fala do adulto.

Já nos primeiros meses, o bebê tenta imitar o que vê: movimentos de boca, piscadas de olhos, sorrisos, entre outras ações. A mesma coisa com os sons, por isso é importante falar as palavras corretamente.

Visualizar a boca também permite que o bebê acompanhe o movimento e entenda o modo

como as palavras e os sons são emitidos, podendo imitar melhor.

3. Ensine a ele a pedir o que quer

Vamos supor que seu filho queira um brinquedo ou objeto e, para tê-lo, não emita sons e, sim, somente aponte para o que quer.

Sua função é repetir o nome do brinquedo ou objetivo várias vezes, ensinando-o a imitar você e fazendo-o entender que para conseguir o produto, ele precisa da fala.

4. Escolha brinquedos que emitam sons

Além de estimular as cordas vocais, já que o bebê vai tentar imitar os sons que ouvir, brinquedos sonoros – seja de animais ou da natureza – podem ajudá-lo a diferenciar o som de uma pessoa ou de um ambiente.

5. Aproveite situações do dia a dia

Contar histórias, cantar músicas e “narrar” tudo o que você vai fazer durante o dia – na hora do banho, do almoço e de dormir – faz com que o bebê seja exposto à linguagem, mesmo que pareça que ele não está entendendo nada.

O que ocorre, na verdade, é que o cérebro dele provavelmente está memorizando as palavras. Não é à toa que aos 12 meses a criança pode falar cerca de 10 palavras e compreender mais de 20.

6. Brinque em excesso

Algumas brincadeiras em família ajudam na interação com o bebê, além de estimulá-lo com músicas e desenhos. Isso ajuda a aumentar o vocabulário da criança e, consequentemente, na formação das primeiras frases.

7. Desligue rádio, computador e televisão

Nesses momentos em que a fala será “treinada”, tente desligar rádio, computador e televisão para que não atrapalhem a concentração do bebê. É que esses equipamentos não podem ser o principal meio de comunicação a ser usado.

8. Converse de forma natural

Nada de “nanana” ou de imitar neném. Por mais que seja um vício da maioria das pessoas, infantilizar a voz ao falar com o bebê, ou usar diminutivos e voz fina só atrapalha. O ideal é que ele seja inserido nas conversas dos adultos e com o máximo de naturalidade.

Como se vê, cabe aos pais serem dedicados e pacientes para o desenvolvimento da fala do bebê. Vale destacar que mimar demais não é recomendado.

É preciso que ele se sinta estimulado a explorar o mundo e a despertar a curiosidade. E, você vai ver, como num passe de mágica ele estará falando palavras inteiras e até formulando frases.